Quase 30% dos pedidos de empréstimo em 2020 foram para pagar contas

Em levantamento realizado no Brasil mostra que quase 30% dos pedidos de empréstimo realizados em 2020 foram para pagar contas, como energia elétrica e água. Já o pagamento de dívidas, como cartão de crédito, financiamentos e até outros empréstimos, representaram 22% do total de pedidos. De acordo com João Figueira, especialista no segmento, muitas pessoas que nem sempre têm acesso a crédito em instituições financeiras convencionais, como negativados e autônomos, buscam alternativas para pagar as contas.

“O maior motivo para solicitação de empréstimo é o pagamento de contas e em um ano tão incerto como 2020, não seria diferente. Alguns fatores como desemprego, redução de salários e do auxílio emergencial, dívidas e aumento de preços de alimentos fizeram as pessoas recorrerem ao pedido de crédito para pagar as contas básicas”, explica João. No levantamento também é apontado que 14% dos pedidos de empréstimo em 2020 foram para abrir um novo negócio, 8% para reformar a casa ou pagar uma mudança, 7% para pagamento de tratamentos médicos e 4% para comprar ou consertar o carro.

Mesmo com as alternativas para negativados e autônomos que precisam pagar suas contas ou para quem quer abrir o próprio negócio, existe o mercado da educação financeira para o bom uso dos recursos, para evitar novos endividamentos ou prosperar com o novo empreendimento. “Em um momento tão difícil quanto o que estamos vivendo, sabemos que o controle financeiro não é algo fácil, mas entendemos que a educação financeira e o planejamento são os caminhos. Saber quanto se ganha, quanto se gasta, quais são as despesas fixas, as variáveis, as datas de vencimento e entender suas dívidas são alguns dos primeiros passos para começar a organizar a vida financeira”, finaliza João.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *