Secretaria de Saúde reforça: ainda não há previsão de vacinação em massa

Começou nessa quinta-feira (11) e vai até dia 13 o drive-thru para imunização de profissionais, linha de frente do setor de saúde. A vacinação é realizada apenas quando esses trabalhadores do segmento, apresentam a documentação exigida: o número de inscrição no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), Cadastro de Pessoa Física (CPF) e documento de registro no respectivo Conselho. Nessa etapa a dose será administrada apenas para os profissionais da saúde acima de 45 anos, e envolvidos no atendimento direto aos casos suspeitos ou confirmados da covid-19.

Ainda não há previsão de imunização em massa da população, o que depende de deliberações contidas na Campanha Nacional de Imunizações (CNI), diretrizes do Governo do Estado, e a realidade local. Idosos apenas da área de saúde ou recolhidos em casas de repouso, receberam o imunizante. Posteriormente, a população de idade avançada, acima de 90 anos, mais sujeitos a complicações da covid-19; e logo após, a faixa de 80 anos, e assim, subsequentemente. A vacinação, desse público, será nas unidades do PSF (Programa de Saúde da Família) por agendamento, ou em drive-thru.

“Todos nós queremos a vacina, mas precisamos ter planejamento. As doses são provenientes do Ministério da Saúde. Devemos manter as medidas sanitárias, e reforçar a atenção com as regras, nesse período de Carnaval”, disse Karine Chaves Cabral, diretora de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Após a administração da dose inicial, o corpo precisa de duas semanas, para começar a produzir anticorpos contra o coronavírus. Em até 28 dias a dose de reforço deverá ser aplicada.

“O drive-thru facilita para evitar aglomerar as pessoas nas unidades de saúde. É também uma experiência nesses três dias, aqui na Funcesi. Tudo ocorrendo bem, vamos repetir esse método com os idosos, quando esse grupo for contemplado com a vacina. Recebemos um quantitativo, e vamos programar no futuro a imunização para a população acima de 89 anos”, afirmou a secretária de saúde de Itabira, Eliana Horta Guerra. Dia 10 de fevereiro chegou à terceira remessa de vacinas à GRS (Gerência Regional de Saúde). Foram 4800 doses para 13 cidades da região. Clique aqui e ouça a entrevista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *