Andamento das obras de ampliação das vagas na educação infantil

A conclusão dos CMEIs (Centros Municipais de Educação Infantil) em Itabira tem recursos garantidos. Em visita técnica nas obras, representantes do Poder Público Municipal ouviram reclamações de moradores de um residencial do Barreiro sobre a obra inacabada do CMEI do bairro. Eles falaram que o espaço é constantemente utilizado para atividades ilícitas e destacaram a importância de que a estrutura abandonada tenha uma destinação.

A secretária de Educação comentou sobre a necessidade de recursos financeiros para a continuidade da obra. “Vamos precisar de recursos da Prefeitura ou tentar uma negociação em Brasília, junto ao governo Federal, para a gente retomar a obra do bairro Barreiro, que está parada, e continuar a do Boa Esperança. Com esse esforço, nosso objetivo é reduzir o número de crianças que estão na lista de espera”, pontuou Luziene Aparecida Lage.

O CMEI Boa Esperança terá 1.433,76m² de área construída e vai receber crianças dos bairros Boa Esperança, Chapada e adjacências. Até o momento, custou R$ 1.317.087,62, sendo R$ 487.322,42 (37%) repassados pelo Município. A entrega da obra está prevista para setembro deste ano.

Outras unidades

A construção do CMEI Fênix tem 1.102,74 m² e custou R$ 1.409.311,80. O espaço será mobiliado e vai atender, em média, 100 crianças dos bairros Fênix, João XXIII, Santa Marta, Santa Ruth, Bálsamos, Valença, Machado, Conceição, Abóboras e Monsenhor José Lopes. O CMEI Gabiroba terá 1.433,76m² de área construída e atenderá cerca de 200 crianças do Gabiroba, Jardim dos Ipês, Santa Tereza, Ribeira de Baixo, Flamboyant e outros bairros próximos.

Até o momento, a obra custou R$ 2.108.117,81, sendo R$ 843.247,12 (40%) investidos pelo Município. “Esta unidade do Gabiroba é bem maior, teremos cerca de dez salas para utilizar. Vamos fazer um estudo, pois há uma clientela enorme no Gabiroba para a Educação Infantil. A prioridade é a creche, mas, se não houver a demanda total para este público, podemos criar espaço para atender também as crianças de 4 e 5 anos da Educação Infantil”, declarou Luziene Lage.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *