Mulheres conquistam espaço no mercado de Segurança Patrimonial

De acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2018, as mulheres ocupam 45,3% dos postos de trabalho em todo o país. Essa presença teve início em 1940, marco da industrialização no Brasil, cujo processo gerou escassez de mão de obra em algumas funções, permitindo que a força feminina fosse requisitada para ocupar essa lacuna. Uma maior representatividade das mulheres também é observada na segurança patrimonial, promovendo uma quebra de paradigmas e de preconceitos que envolvem o setor, tradicionalmente ligado ao genótipo masculino.

A Security Segurança e Serviços, empresa com 40 anos de atuação no mercado de Segurança Patrimonial, facilities e tecnologia em segurança, tem, em parceria com seus clientes, contribuído para a ascensão das mulheres no mercado de vigilância. “Nossos parceiros têm atuado na busca da equidade de gênero e na inserção de minorias em suas atividades e estão abrindo um espaço cada vez maior para o efetivo feminino em posições de vigilância”, destaca Renata De Luca, Chief Human Resources Office da Security Segurança e Serviços.

A executiva destaca ainda que os gestores de segurança de grandes empresas estão em busca de um equilíbrio nas contratações, oferecendo mais oportunidades para que as mulheres cresçam e ocupem os espaços. Dois ótimos exemplos para ilustrar esse equilíbrio nas contratações são o que a Heineken Brasil e a Samsung vêm fazendo em parceria com a Security. A Heineken tem atuado para fortalecer o empoderamento feminino dentro de suas instalações, inclusive na área de Segurança Patrimonial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *