Surto de covid-19: médica do Lar de Ozanam explica situação dos internos

Médica Geovana Gomes

A médica Geovana Gomes, é a profissional responsável pela Instituição de Longa Permanência de Idosos (ILPI) Lar de Ozanam. A casa de repouso para pessoas da melhor idade de Itabira registrou um surto da covid-19 que atingiu metade dos internos, e até colaboradores. Através das redes sociais a profissional de medicina detalhou o quadro de saúde, e tranquilizou parentes dos idosos, amigos, colaboradores e apoiadores da instituição. Mesmo diante da importância do momento de surto, a situação pode ser considerada como administrável.

Cilindros de oxigênio

“Nós estamos com 25 idosos com a doença. É preciso esclarecer que destes casos de coronavírus, cinco desenvolveram uma forma mais severa da covid-19, estão internados e com quadro estável. Os demais 20 internos, também estão estáveis, e em isolamento. Destes, 12 estão sem sintomas, o que nos tranquiliza sobre o acompanhamento. Uma vez detectado o vírus em idosos sintomáticos, se torna necessário exames em todos, diante da possibilidade de infectados assintomáticos, moradores da casa. Pois mesmo sem essas complicações devem ser isolados para cessar a disseminação”, disse doutora Geovana.

Decúbito no leito

A estrutura da ILPI teve que sofrer modificações, com a divisão em duas partes. Em uma das alas, internos sem a enfermidade, e casos positivos em outro espaço. A idade avançada e as comorbidades tornam os moradores pessoas mais suscetíveis a complicações, por isso a atenção foi ampliada. Um posto de enfermagem foi instalado no local onde os moradores com coronavírus estão residindo, com a adoção de medidas sanitárias especiais, como separação de talheres descartáveis para alimentação, lavagem de roupas em separado e aferição de sinais vitais a cada quatro horas.

Parte interna do Lar de Ozanam

“No posto de enfermagem dispomos de todos os materiais necessários para o atendimento aos idosos. Estamos adquirindo com apoio da Prefeitura de Itabira mais dois cilindros de oxigênio, que vão ajudar nesse suporte. Temos acompanhamento fisioterápico para respiração, mudança de decúbito no leito e melhoria da ventilação pulmonar dos acometidos pela covid-19. Todos os internos estão recebendo medicação indicada nos protocolos de tratamento, de acordo com a fase da enfermidade. Todo o procedimento foi discutido com a infectologista Andrea Cabral”, concluiu a médica responsável pelos idosos do Lar de Ozanam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *