Prefeitura de Itabira esclarece: “estamos na onda amarela”

Marco Antônio, Eliane Horta, e Marly Procópio

Houve entrevista coletiva, dia quatro de janeiro no auditório da Prefeitura de Itabira, com o prefeito Marco Antônio Lage; a titular da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Eliana Guerra Horta; a médica infectologista, referência em covid-19, Andrea Assis Cabral; a responsável pelo sistema de informação da pandemia, Marly Procópio; e Vanessa Cristina Maimone, superintendente de vigilância em saúde. Eles explicaram que houve equívoco em apontar Itabira, integrante da faixa vermelha de infecção do coronavírus. “Estamos na onda amarela, até pelos menos, dia oito de janeiro, e é nela que queremos permanecer,” disse o chefe do Executivo Municipal.

Vanessa Maimone

Itabira integra uma macrorregião de saúde, na onda vermelha, mas a microrregião com 13 cidades está na faixa amarela. Itabira é sede e referência para atendimento de casos do coronavírus da região. A ideia dos gestores é evoluir, com a contribuição da população, migrando para a onda verde, porém, as aglomerações de fim de ano, com as reuniões de Natal e réveillon podem impactar os serviços de saúde com crescimento de casos. Se a cidade migrar para o setor mais restritivo, e a continuidade no programa do Governo do Estado Minas Consciente, o comércio será fechado, de acordo com as exigências contidas nos protocolos estabelecidos.

Médica Andrea Cabral

As decisões segundo a equipe da SMS, serão baseadas em critérios técnicos, considerando a realidade. Atualmente a taxa de ocupação dos leitos covid-19 no município, está na faixa administrável: 22% nas UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) e 36% nos clínicos, conforme ressaltou a secretária de saúde, Elaine Horta, que chegou a cidade a alguns dias e ainda está no processo de inteiração com as informações sobre a pandemia na cidade. Como uma das medidas a serem tomadas, um boletim diário, que já existe, e um semanal, com informações detalhadas das duas unidades hospitalares com leitos covid-19.

Apenas o Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD) divulga diariamente informações detalhadas. Por política interna da Fundação São Francisco Xavier (FSFX) que administra o Hospital Municipal Carlos Chagas (HMCC) não se era publicado qualquer dado. O prefeito Marco Antônio, disse que isso vai mudar! “Vamos divulgar com toda a clareza detalhes sobre os casos em Itabira. E fazer uma grande campanha de orientação e prevenção. Quem pode ajudar são os próprios moradores da cidade,” disse o gestor municipal, se referendo as medidas sanitárias, como a assepsia constante e o isolamento social.

One Ping

  1. Pingback: Itabira “está na onda amarela”, diz Marco Lage – Átila Lemos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *