Falecimento de enfermeira é tratado como óbito em investigação

A Prefeitura de Itabira emitiu domingo (13) nota de esclarecimento sobre óbito de uma profissional de saúde, do Hospital Municipal Carlos Chagas (HMCC). “Com a finalidade de esclarecer à população de Itabira sobre óbito ocorrido de profissional de saúde do HMCC suspeita da covid-19, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informa que até o momento não existem resultados de exames que possam tornar o caso confirmado, embora os principais sinais e sintomas conduzam a essa indicação,” informa.

O caso está classificado como óbito suspeito, e está em andamento a investigação, conforme boletim epidemiológico da data. “Trata-se de profissional de enfermagem: mulher, 36 anos e sem comorbidades. Segundo informações apuradas, iniciou suas atividades laborais no HMCC em julho de 2020, onde recebeu treinamento na data de sua admissão com serviço de controle de infecção hospitalar (SCIH). Posteriormente, permaneceu no horário administrativo para realização de treinamento setorial para trabalhar em escala de revezamento. Passando este período, atuou em plantões,” ressaltou.

Falecimento

Na quinta-feira (10), a profissional não compareceu ao trabalho. Foi atendida assim que procurou a rede e recebeu prescrição e isolamento. Como tinha registro de dois dias de sintomas, não foi possível realizar a testagem. No sábado (12), a colaboradora deu entrada na unidade de urgência por não apresentar melhora. Foram realizados: teste rápido (com resultado negativo) e exame molecular de RT-PCR (ainda sem resultado). Porém, manifestou piora do quadro em quatro horas e evoluiu para óbito apesar de todo suporte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *