Busca do consumidor por crédito tem alta de 4,5% em outubro

O Indicador de Demanda do Consumidor por Crédito da Serasa Experian mostra que a procura por crédito cresceu 4,5% em outubro, quando comparada com o mês anterior. A variação positiva foi impulsionada por aqueles com menor renda, com ganhos mensais de até R$ dois mil.

No mês a mês, as pessoas com menores faixas de renda continuam sendo responsáveis pela maior procura por crédito. Aqueles com ganho mensal de até R$ 500 têm destaque em outubro, com a segunda alta seguida, de 4,8%.

Apesar do aumento, esse é o segundo menor aumento do ano, perdendo apenas para janeiro, quando o índice registrou 1,6%. Na relação com setembro/20 o cenário é de alta, mas em desaceleração. O economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, explica que isso ocorreu porque os consumidores ainda sentem o impacto do corte no auxílio emergencial.

”Nesse mês, a demanda por crédito está menos diretamente ligada ao consumo, e mais à necessidade de honrar os compromissos financeiros.Com a lenta retomada econômica e os fortes níveis de desemprego, muitas pessoas estão se apoiando nas renegociações, o que significa obter crédito mais barato para quitar dívidas mais caras”, finaliza Rabi.

Todas as regiões brasileiras, ainda na análise mensal, demonstram altas. Em ordem crescente estão Norte (2,4%), Sudeste (3,1%), Centro-Oeste (5,2%), Nordeste (6,4%) e Sul, que ganhou destaque por ter sido a única região a não registrar desaceleração, marcando 6,7% em outubro ante 3,7% em setembro de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *