Saúde: Itabira sobe teto de investimentos do Governo Federal em mais 7 milhões

Itabira conquistou reajuste no limite financeiro em média e alta complexidade em saúde, definido pelo Governo federal considerando aumento nos serviços prestados e qualidade no atendimento. O Teto MAC, como é conhecido com a alteração, enviará a cidade mensalmente mais R$ 584.556,24 em recursos para custeio de ações em saúde. Em 12 meses, o Teto MAC somará mais R$ 7.014.674,88. O início do acréscimo nas transferências federais deve ocorrer até janeiro de 2021.

O pedido de aumento já vinha sendo feito, com a comprovação técnica do aumento de produção no segmento, mas só recentemente teve a solicitação aprovada, conforme Deliberação CIB-SUS/MG 3.255, de outubro de 2020. “A transferência será destinada mensalmente ao Fundo Municipal de Saúde, garantindo a sustentação da alta e média complexidade. Esta é a comprovação e o resultado da entrega de serviços nestes quatro anos de gestão”, ressalta Rosana Linhares, Secretária Municipal de Saúde.

A saúde de Itabira obteve reajuste de investimentos na ordem de 33%. Foram quatro novas Unidades Básicas de Saúde (UBS): Nova Vista em 2017, Bethânia em 2018, Gabiroba em 2019 e Clóvis Alvim esse ano. As frotas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e da Secretaria foram renovadas, e ampliada a rede hospitalar. Crescimento de 40% da quantidade de leitos durante a pandemia do coronavírus, fator decisivo para que Itabira não enfrentasse um colapso nos atendimentos, com taxa de letalidade de 0,66%, uma das melhores.

Rosana Linhares

“Conseguimos formar umas das melhores equipes em Saúde da história de Itabira para todos os fins. Quando chegou o momento de enfrentamento à pandemia, tivemos o apoio irrestrito de toda a rede de saúde para a proteção da comunidade. Conduzimos ações de prevenção e promoção da saúde para evitar a propagação em massa, e, hoje, temos um dos melhores indicadores do mundo, comparados a países europeus, em mortalidade e letalidade do coronavírus,” destacou a secretária Rosana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *