Saber lidar com a nova rotina é uma questão de inteligência emocional

A população vive num momento muito delicado, principalmente, quando o assunto é sobre saúde mental. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde) num grupo de cinco pessoas, uma está vivendo em ambientes que afetam a saúde mental. As causas mais comuns são: isolamento social, acúmulos de tarefas, perdas de renda e falta de emprego.

Ter uma população doente, significa mais afastamentos no trabalho, prejuízo para as empresas e gastos para o governo em saúde. Portanto, ter calma e resiliência são fatores primordiais para manter a sua saúde, e se organizar para as tarefas de seu trabalho e de sua família. Sabemos que é muito fácil escrever e falar sobre as tarefas pendentes, o difícil é agir e se policiar de diversos ambientes poluídos e tóxicos.

A executiva de Recursos Humanos com formação em Coaching da innovativa Executivos Associados, Tânia Ludovico, traz algumas dicas de como podemos melhorar nossos comportamentos para enfrentar nosso dia a dia e praticar a inteligência emocional. Os transtornos mais citados foram ansiedade e depressão, e estes que podem ser resultados de uma falta de organização das atividades diárias; acúmulo de tarefas por não saber separar o que é urgente, importante e cotidiano; querer fazer tudo ao mesmo tempo e agora; pressão familiar e no trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *