Programa “Esse Rio é Meu” fomenta saberes ligados à natureza em escolas municipais de Itabira

Projeto Esse Rio é Meu. Foto: Arquivo

A crescente preocupação em lidar com as crises climáticas acendeu o alerta para que a educação ambiental fosse mais explorada, não apenas pelo Brasil, mas em todo o mundo. Em 2021, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) declarou que a educação ambiental deve se tornar, até 2025, um componente essencial do currículo escolar, uma vez que essa área de conhecimento promove a compreensão das interações entre os seres humanos e o ambiente em que vivem.

Com objetivo de promover a educação integral, que implica em estudar o ambiente, o planetapontocom criou o Programa “Esse Rio é Meu”, no qual alunos de escolas municipais de Itabira e também do Rio de Janeiro (RJ), são protagonistas nas transformações dos rios próximos às unidades escolares. Um dos destaques do programa é o caso do rio Carioca, localizado no Rio de Janeiro, em que os alunos envolvidos no projeto limparam a parte visível do recurso hídrico, o que contribuiu para tornar o rio patrimônio cultural e histórico.

Para envolver mais de 60 mil alunos, o Programa “Esse Rio é Meu” utiliza, além de uma estratégia pedagógica exclusiva, o conceito de literacia, ou seja, letramento e saberes ligados ao meio-ambiente e consequentemente a natureza, em um processo de ler, interpretar e se apropriar das mensagens que a natureza transmite. Dessa forma, jovens desenvolvem habilidades e competências para recuperar e proteger o meio ambiente. Em Itabira, várias instituições de ensino públicas aderiram à ferramenta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *