Vereadores esclarecem dúvidas na reunião de Comissões Temáticas

Os secretários municipais da Prefeitura de Itabira: José Maciel Duarte de Paiva (Obras, Transporte e Trânsito) e Gilberto Silva Ramos (Fazenda), participaram da reunião de comissões da Câmara Municipal nesta quarta-feira (2). Eles explicaram os projetos de lei encaminhados pelo prefeito Marco Antônio Lage para análise da Casa Legislativa, e esclareceram dúvidas dos vereadores. José Maciel Paiva comentou sobre o grande número de demandas recebidas pela secretaria e os critérios utilizados para priorizar os atendimentos. No projeto enviado à Câmara, a Prefeitura solicita a autorização para obter crédito junto ao programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), da Caixa Econômica Federal.

José Maciel Duarte de Paiva

A finalidade é ter acesso a empréstimo de R$ 70 milhões para obras de pavimentação, sistema de saneamento básico, iluminação pública,  e reformas, além de asfaltamento de morros na zona rural, reforço de pontes e mata-burros. O pacote prevê também a complementação de trecho na avenida Machado de Assis e a pavimentação da estrada entre os distritos. “As condições da linha de financiamento são favoráveis. A necessidade dessa linha de crédito se dá por causa da grande demanda de serviços de infraestrutura no município. Foram 1.300 solicitações em cinco meses de governo”, destacou o secretário. Futuramente, novas linhas de financiamento poderão ser solicitadas a outras fontes, chegando a R$ 150 milhões.

Gilberto Silva Ramos

O presidente da comissão de Finanças, Orçamento e Tomada de Contas, vereador Júlio César de Araújo “Contador”, profissional da área contábil, destacou que os bairros sofrem com a falta de infraestrutura e saneamento. Acrescentou que esta forma de captação de recursos é a mais prática no momento e a Prefeitura possui capacidade de assumir as parcelas do empréstimo. “Penso que é uma boa iniciativa por parte do Executivo, pois a capacidade para investimento na cidade é pequena, analisando-se os orçamentos. O momento ideal é agora, no início do governo”, afirmou. O vereador acrescentou que, apesar de a cidade ter uma receita invejável, as distribuições legais para saúde, educação, assistência social e despesas administrativas são altas, deixando uma pequena margem livre para investimentos.

Gilberto Ramos esclareceu dúvidas sobre outros dois projetos encaminhados pelo Executivo: o Programa de Incentivo à Regularização da Dívida Ativa Tributária e não Tributária do Município de Itabira (Refis) e a criação do Fundo de Amparo ao Empreendedor Itabirano (Faemi). O secretário disse que, devido à pandemia, surgiram muitos pedidos para que as dívidas de pessoas físicas e jurídicas fossem parceladas junto ao Município. “É uma solicitação justa dos empreendedores itabiranos. A ideia é que este fundo se torne perene e beneficie os pequenos empresários,” disse o Secretário da Fazenda. Durante a reunião de comissões, também foi lido o projeto de lei que prevê a contratação de plano de saúde para os servidores públicos da Administração (direta e indireta). Os projetos foram encaminhados para parecer jurídico e votação na terça-feira (8).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *