Como adotar guarda-roupa minimalista e versátil

Um guarda-roupa multifuncional, atemporal e com peças de qualidade. Com a tomada de consciência quanto aos impactos da indústria têxtil, cada vez mais pessoas buscam ressignificar a forma como compram roupa. Desta maneira, o fast-fashion vai dando lugar ao consumo mais consciente, que busca peças com maior durabilidade e versatilidade de combinação.

Atualmente a indústria têxtil é a segunda mais poluente do mundo, ficando atrás apenas da produção de petróleo, assim como ocupa a mesma posição no consumo mundial de água. Segundo análise da ONU Meio Ambiente, a indústria da moda movimenta US$ 2,4 trilhões e é responsável por empregar 75 milhões de pessoas ao redor do mundo, mas perde US$ 500 bilhões ao ano apenas em descarte de roupas.

Juliana Cunha

Segundo a especialista Juliana Cunha a consciência é sobre comprar peças que se encaixam no estilo, que combinem com aquelas que já estão no guarda-roupa e que tenham qualidade que as permitam durar anos. “Na hora de comprar, a pessoa deve-se atentar a aspectos como sazonalidade, estado de conservação, caimento e combinação com o estilo que gosta de adotar”, explica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *