Mata do Intelecto volta a receber sede da Secretaria de Meio Ambiente

Os servidores da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA), incluindo a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec), voltarão a atender na antiga sede, localizada no Parque Municipal Mata do Intelecto. As seções da pasta, que funcionavam em um prédio da Fundação Comunitária de Ensino Superior de Itabira (Funcesi) desde junho do ano passado, começaram a ser transferidas para o local de origem na segunda-feira passada (12).

O prédio da SMMA estava cedido à Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Havia um planejamento da gestão passada para implantar no local um hospital de campanha para atendimento aos pacientes acometidos pela covid-19. No entanto, a estrutura de saúde nunca foi empreendida. Setores de monitoramento do coronavírus, no entanto, continuarão no imóvel. A previsão é de que a mudança termine na próxima sexta-feira (23). A mudança gera economia de R$ 20 mil mensais à Funcesi pela locação.

“A mudança de endereço traz diversos benefícios para o município e para a população, como por exemplo, a integração da secretaria de Meio Ambiente com a secretaria de Saúde. Além disso, temos uma economia financeira com o fim do pagamento do aluguel e melhor controle e manutenção da Mata do Intelecto, que é uma unidade de conservação ambiental gerida pela secretaria”, pontuou o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, Denes Martins da Costa Lott.

Denes Lott

Mudança

A primeira etapa da mudança consistiu em retirar todo o material hospitalar do HMCC que estava armazenado nas salas da SMMA. De acordo com Denes Lott, os objetos foram encaminhados para a antiga sede da TV Cultura de Itabira, na rua Santana, que está vazio. Logo depois, foi realizada a limpeza e desinfecção de todas as salas e áreas abertas do parque. Com isso, todos os móveis e equipamentos foram transferidos para o prédio. Atualmente, os servidores fazem a instalação e operacionalização da secretaria.

Além do esforço dos servidores da SMMA, a transferência conta com a mão de obra de funcionários da Empresa de Desenvolvimento de Itabira (Itaurb) e servidores da Secretaria Municipal de Administração (SMA), por meio das superintendências de Serviços Gerais (com marcenaria e instalações elétricas) e Informática (montagem dos pontos de rede e instalação dos microcomputadores).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *