Melhorias e agilidade no processo de licenciamento do Iphan

Modernizar os procedimentos de licenciamento no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional  (Iphan), autarquia vinculada à Secretaria Especial da Cultura e ao Ministério do Turismo, e implementar o controle dos prazos de atendimento ao cidadão foram temas da reunião entre a presidente do Iphan, Larissa Peixoto e o ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, na manhã da última sexta-feira (9).

Um dos objetivos da reunião foi apresentar à CGU os critérios técnicos que estão em discussão no Iphan com relação ao Sistema de Avaliação de Impacto ao Patrimônio (SAIP). A ferramenta será lançada em breve e é resultado de uma recomendação de 2017, da auditoria interna, de que o Iphan a partir de uma interação com as áreas técnicas aprimorasse medidas que tem o intuito de integrar as superintendências da autarquia para garantir um melhor controle dos prazos e a qualidade no atendimento ao cidadão.

“A quantidade de processos de licenciamento em andamento no Iphan, as diferentes tipologias avaliadas pelo Instituto e, sobretudo, as distintas formas de impacto que estes empreendimentos podem causar ao Patrimônio Cultural impõem desafios à instituição e requerem o constante aprimoramento e melhoria na prestação desse serviço”, explica a presidente do Iphan, Larissa Peixoto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *