Itabira: quilombolas recebem imunização contra o coronavírus

Neste sábado (10), a Prefeitura de Itabira imunizou os moradores das comunidades quilombolas de duas comunidades: Capoeirão e Morro Santo Antônio, contra o coronavírus. Representando o prefeito Marco Antônio Lage, o secretário municipal de Governo, Gabriel Duarte de Alvarenga Quintão, acompanhou o trabalho desenvolvido pelas equipes da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Também esteve presente a diretora de Promoção da Igualdade Racial, Nyara Martins Crispim.

De acordo com o Plano Nacional de Imunização (PNI), as comunidades quilombolas fazem parte do grupo prioritário para recebimento da vacina contra a covid-19. Nas duas comunidades, cerca de 180 moradores acima de 18 anos receberão o imunizante ao longo do dia. Na ocasião, o governo municipal também está disponibilizando 1.600 litros de água sanitária para distribuição nas residências, e ajudar nas medidas de limpeza e desinfecção, como atividade sanitária.

“A Prefeitura respeita o direito de imunização dessas comunidades, conforme o cronograma definido pelo PNI. Além disso, o governo Marco Lage tem uma atenção muito especial com as comunidades quilombolas da nossa cidade, pois reconhece a importância histórica delas. Vamos trabalhar para fortalecê-las ainda mais. É a segunda vez que venho ao Morro Santo Antônio neste início de gestão: este estreitamento é importante para conhecer os anseios e as demandas dos moradores das comunidades”, afirmou Gabriel Quintão.

Nyara Crispim acrescentou que o planejamento desta ação contou com o apoio das associações de moradores de Capoeirão e Morro Santo Antônio. “Mais do que o cumprimento do PNI, esse mutirão representa o reconhecimento por parte da sociedade de um povo tradicional que merece respeito e protagonismo. O processo de vacinação está seguindo os protocolos de prevenção à Covid-19 e as orientações da Coordenação Nacional de Articulação de Quilombos (Conaq). Com esta remessa de doses disponibilizadas pelo governo federal, a expectativa é de que sejam imunizadas cerca de 75% da população quilombola no município”, ressaltou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *