Entenda os critérios para flexibilização gradual do comércio em Itabira

A Prefeitura de Itabira publicou decreto sobre a continuidade da Onda Roxa até 18 de abril, e estabelece novas regras para funcionamento de atividades no município durante a situação de emergência provocada pela pandemia.

Uma novidade é a criação de um protocolo para flexibilização gradual do comércio na cidade, baseado nos índices de transmissão e de ocupação de leitos exclusivos para tratamento de infectados pelo coronavírus. O decreto estabelece cinco faixas de flexibilização.

O avanço das faixas depende da melhoria de índices e deve obedecer aos limites da onda em vigor de acordo com o programa Minas Consciente. O escalonamento foi estabelecido da seguinte maneira:

Nível Taxa de Ocupação Leitos RT Situação
Fase 1 100% Acima de 1,1 Fechamento do comércio, com exceção dos essenciais, permitida apenas a venda por delivery.
Fase 2 Entre 98% e 100% Entre 1 e 1,10 Fechamento do comércio, com exceção dos essenciais, permitida a venda por delivery e retirada no local.
Fase 3 Abaixo 97% Entre 0,9 e 1,0 Atendimento dentro da empresa, respeitando 1 cliente a cada 10 m².
Fase 4 Entre 90 e 97% Entre 0,8 e 0,9 Atendimento dentro da empresa, respeitando 1 cliente a cada 5 m².
Fase 5 Abaixo de 90% Abaixo de 0,8 Atendimento dentro da empresa, respeitando 1 cliente a cada 3 m².

Na sexta-feira (9), Itabira registrava índice de transmissão de 1,03, com taxa de ocupação de 100% em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e 92% em enfermarias exclusivas covid-19. A permissão determina que partir de segunda-feira (12), as atividades comerciais consideradas não essenciais pelo Minas Consciente possam fazer a entrega de mercadorias na porta dos estabelecimentos, de 8h às 18h, além do delivery.

O decreto ainda estabelece que a fila do lado de fora é de responsabilidade do lojista e que devem ser adotadas medidas de distanciamento e higienização, além do uso obrigatório de máscara. O novo modelo foi definido em parceria com empresários itabiranos que formaram uma comissão para conversar com a Prefeitura, entre eles a presidente da Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Agropecuária de Itabira (Acita), Maria Aparecida Albuquerque Bueno “Cidinha Lana”.

“Esta tabela é um chamado à coparticipação dos empresários e dos clientes. Estávamos com um índice de transmissão de 1,27 no início da Onda Roxa e conseguimos regredir para 1,03, o que nos permitiu esse avanço. Com essas novas faixas, todos terão consciência de que a regressão dos indicadores irá acarretar em mais restrições. Passa a ser uma responsabilidade conjunta”, comenta o prefeito Marco Antônio Lage.

Com a melhoria dos indicadores, o novo decreto municipal permite que ótica, autopeças e materiais de construção retornem para a lista de atividades essenciais, de acordo com que é estipulado pelo Minas Consciente. Também está permitido que barbeiros e salões de beleza façam atendimentos nas residências dos clientes.

Outra mudança é a extensão dos horários de funcionamento para supermercados e padarias até às 22 horas, também seguindo todos os protocolos e regras que são descritos na versão mais recente do Minas Consciente. As outras regras de restrição continuam as mesmas do decreto anterior.

Representantes do Governo Municipal conversaram com empresários de setores econômicos para discutir medidas e protocolos. As conversas vão continuar na semana que vem, sempre com grupos representativos de cada setor. Gabriel Quintão (Secretário de Governo) acumula a função de gestor do Comitê Intersetorial de Enfrentamento à Covid-19 em Itabira. Ele tem tomado a liderança dos entendimentos com a classe empresarial.

“Nossa intenção é manter este diálogo aberto e mostrar sempre ao empresariado as ações que estamos adotando e como eles podem participar e ajudar nessa construção. Foi assim que chegamos às decisões deste novo decreto e é assim que vamos prosseguir com os próximos atos deste enfrentamento. Precisamos fazer a retomada de maneira consciente, em parceria, para não perder o que foi feito até aqui”, diz o secretário de Governo, Gabriel Quintão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *