Plano de sustentabilidade: prefeito de Itabira se reúne com governador

O prefeito de Itabira, Marco Antônio Lage se reuniu, quarta-feira (7), com o governador de Minas Gerais, Romeu Zema. A conversa na Cidade Administrativa contou com presença do deputado estadual Bernardo Mucida e do secretário de Estado de Governo, Igor Eta. Em pauta, o desenvolvimento sustentável do município e a reivindicação de que Itabira faça jus a investimentos acordados entre o Estado e a mineradora Vale.

Cidade Administrativa

Durante o encontro, o prefeito entregou ao governador um plano com ações que englobam diversas áreas. Marco Antônio citou a Zema o momento histórico pelo qual passa Itabira, com a proximidade da exaustão mineral, e explicou que o intuito de sua gestão é ir além dos quatro anos de trabalho, mas deixar a cidade preparada para se manter economicamente mesmo quando não mais tiver os recursos oriundos da mineração.

“Explicamos a nossa missão de pensar a Itabira de daqui a dez anos e em como isso será preparado desde já. Coloquei que o Governo do Estado pode ser um parceiro importante neste projeto e nos ajudar nesta construção. As ideias foram muito bem recebidas pelo Zema e ele se colocou à disposição para analisar todo o plano que entregamos”, comenta o prefeito.

O prefeito ainda conversou com o governador a respeito do acordo de R$ 37,6 bilhões firmados entre o Estado e a mineradora Vale. Marco Antônio defende que parte deste valor seja destinada à Itabira, cidade marcada por quase oito décadas de exploração mineral. O plano entregue a Zema detalha várias ações que poderão ser executadas e a importância local e regional de cada uma delas.

“Itabira poderá ser o grande exemplo de cidade mineradora sustentável do Brasil. Estamos completando o ciclo da mineração após quase 80 anos de exploração. Já estamos conversando com a Vale sobre o que a gente pensa como projeto para a cidade e agora tivemos a oportunidade de mostrar ao governador como o Estado também pode ser protagonista deste grande programa que envolve novas matrizes econômicas, infraestrutura, agronegócio, cultura e outros pólos”, diz Marco Lage.

One Comment

  1. Edirson de Assis Ferreira Reply

    Acredito que esse plano de sustentabilidade deverá em um momento oportuno ser divulgado para que a população tome conhecimento das ações a serem executadas, principalmente os empresários de Itabira e região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *