Movimento pretende buscar apoio na flexibilização do comércio em Itabira

Acontece nessa segunda-feira (5) carreata que pretende de forma organizada buscar a sensibilização da população e dos governantes para flexibilizar a reabertura do comércio, com a adoção das medidas sanitárias necessárias. O movimento chamado: “O Comércio Quer Se Manter Vivo,” não tem um líder específico, considerando todos os participantes como fundamentais para alcançar êxito da ação popular.

A ideia é fortalecer o diálogo, mantendo empatia com os gestores municipais, e sensíveis a gravidade da pandemia. “Queremos trabalhar contribuindo junto às ações do município para a não proliferação do vírus, e a conscientização da população,” diz trecho de um informe dos organizadores. Ainda afirmaram que não tiveram tempo para se preparar, para atender as normas exigidas no Decreto Municipal.

Como sugestão, os manifestantes pretendem solicitar linhas de crédito sem juro, através de recursos disponíveis do Fundesi (Fundo de Desenvolvimento Econômico e Social de Itabira), além de manter o vencimento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) pelos 90 dias já anunciados, pela administração pública. Outra proposta para minimizar a concentração de pessoas, e ampliar o horário de funcionamento do comércio.

O movimento se intitula: apartidário e em busca da união de forças para minimizar o impacto negativo da pandemia na classe trabalhadora. A carreata com rota definida tem previsão de começar 13h, com concentração uma hora antes para demarcação dos pára-brisas. Aos participantes foram recomendadas, manifestações pacíficas, e sem ofensas, seguindo as regras de distanciamento, como não sair do veículo, higienizar com álcool em gel, e manter o veículo com a mínima ocupação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *