Criada Comissão de Defesa dos Direitos das Mulheres

A criação de um grupo temático formado por vereadores para debater e votar as propostas legislativas relacionadas aos direitos das mulheres foi aprovada pela Câmara Municipal de Itabira nesta terça-feira (16). O projeto de resolução é de autoria da vereadora Rosilene Félix Guimarães (MDB) e foi aprovado, por unanimidade, em primeiro turno. “Vivemos um momento histórico na cidade de Itabira”, destacou a autora da proposta de criação da Comissão de Defesa dos Direitos das Mulheres.

“Quero dizer que enquanto mulher, e, mulher preta, e, sendo ainda a única mulher vereadora desta Casa, eu não poderia me furtar a essa discussão. Mulheres morreram lutando pela igualdade de direitos e cabe a nós, parlamentares, repararmos essas perdas abrindo um espaço democrático na Câmara de Itabira para os debates que levem à promoção de políticas públicas que possam efetivar a igualdade de gênero no nosso município”, frisou Rose Félix.

Uma emenda modificativa foi acrescentada ao projeto pelos vereadores José Júlio Rodrigues “Combem” (PP), Carlos Henrique Oliveira (PDT) e Bernardo de Souza Rosa (Avante). A ideia era unificar os temas mulheres e minorias num mesmo colegiado, passando a se chamar Comissão de Assistência Social, Direitos Humanos, Segurança Pública, Mulheres e Minorias. No entanto, durante a reunião os autores solicitaram que a emenda fosse retirada de pauta.

 

“Não são minorias porque são poucos, mas porque possuem poucos direitos garantidos, pouca representatividade nas instâncias de poder e pouca visibilidade no cenário social. São sujeitos que em uma sociedade possuem pouca ou nenhuma voz ativa para intervirem nas instâncias decisórias de poder. Não se combate segregação segregando”, completou o vereador. “O que tem sido divulgado nas redes sociais é que somos contrários ao projeto, mas nunca houve a intenção de ir contra. Tem sido discutido uma emenda para que as minorias pudessem também ser atendidas”, afirmou Carlos Henrique Oliveira (PDT).

Pedido para vistas

Também estavam na pauta de votação os projetos de resolução que aprovam os relatórios contábeis da Câmara referentes aos meses de novembro e dezembro de 2020. Contudo, o vereador Reinaldo Lacerda de Soares (PSDB) apresentou pedido de vista. Já o projeto de lei que visa a criação do Programa Municipal do Primeiro Emprego para a inserção de jovens no mercado de trabalho foi aprovado em segundo turno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *