HNSD emite carta aberta: “momento mais dramático da história”

“O momento mais dramático em 162 anos de história,” assim avaliou a situação o provedor do Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD) Vaquimar Vaz, diante do colapso do sistema público de saúde, aumento de casos positivos da covid-19 e mortes provocadas pela contaminação.

“Nos mais de 160 anos de vida o HNSD já vivenciou muitos momentos dramáticos, como a epidemia de febre amarela, a pandemia de febre espanhola, e outros tantos desafios à saúde dos moradores de Itabira e região,” diz o comunicado. O HNSD esteve aberto à população, na função de cuidar dos enfermos, e se desdobrando para assegurar a saúde.

Mesmo se preparado para enfrentar cenários críticos no atendimento às vítimas da covid-19, o limite dramático já foi atingido. Não há mais leitos disponíveis nas enfermarias e nas Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs). Os atendimentos estão sendo realizados em cadeiras, sem leitos inclusive para observação. São mais de 1.200 profissionais, a maioria extenuados.

Área para pessoas com sintomas gripais

“Estão trabalhando sem cessar e sem descanso. No Pronto Atendimento a média diária de atendimentos covid-19 praticamente quadruplicou, saltando de 34 em fevereiro para 134 em março. Houve aumento de 220% em relação a fevereiro. O Pronto Socorro também está saturado, sendo que são mais de 160 atendimentos por dia,” diz a nota.

Pronto Socorro Municipal de Itabira

“Nós do HNSD fazemos um apelo a todos de Itabira: fiquem em casa, e evitem reuniões e encontros, não circulem pela cidade. Está é a única forma de assegurar a saúde, e a vida. Às vezes achamos que isso não vai acontecer conosco, mas se você não colaborar, talvez uma pessoa muito querida sua, acabe precisando de internação e não consiga,” ressaltou no comunicado.

Vaquimar Vaz

“Não há mais leitos disponíveis! Vamos juntos vencer este momento dramático, com fé em Deus e a certeza de estarmos fazendo nossa parte. Continuaremos nossa missão de acolher, cuidar e tratar as pessoas, mas sem a participação de todos não conseguiremos salvar vidas,” destacou o provedor Vaquimar Vaz, na nota da unidade hospitalar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *