Onda roxa: fiscalização de denúncias em Itabira

A parceria entre a Prefeitura de Itabira e a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) tem sido importante para verificação de denúncias relacionadas ao descumprimento do Decreto Municipal 523/2021. O documento define restrições de caráter obrigatório devido ao agravamento da pandemia da Covid-19 na cidade, conforme critérios da Onda Roxa do plano estadual Minas Consciente. Na noite de sábado (13), fiscais de Posturas da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (SMDU) e policiais militares circularam pela cidade para conferir denúncias de abertura de bares e realização de festas particulares.

A diretora de Fiscalização de Posturas Municipais, Malba Rodrigues Moreira Braga, explicou que o setor está mantendo plantões em todos os turnos, todos os dias da semana, durante a vigência da Onda Roxa. No plantão noturno de ontem, foram verificadas denúncias nos bairros Cônego Guilhermino, Vila Paciência, Juca Batista, Gabiroba, Hamilton, Major Lage de Baixo e praça São Tomé. Também foi visitada uma residência no bairro Bela Vista que, segundo os denunciantes, promovia festas e aglomerações frequentemente.

“O trabalho conjunto da fiscalização de Posturas e da Polícia Militar inibe o descumprimento do decreto. Na maioria das denúncias atendidas, os bares já estavam fechados quando a equipe chegou. Quem estava aberto, fechou o estabelecimento voluntariamente após orientações dos fiscais e aqueles que pensavam em abrir, desistiram”, relatou Malba Braga.

Desde segunda-feira (8), Itabira está seguindo os protocolos mais rígidos do plano Minas Consciente para reduzir a taxa de transmissão da Covid-19 e minimizar o risco de desassistência nos hospitais, já que os leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) específicos para atender pacientes com esta doença estão com 100% de ocupação.

O Decreto 523/2021 estará vigente até as 5h do dia 23 de março. As denúncias quanto ao descumprimento do mesmo podem ser feitas pelos números de WhatsApp do “Fiscal do Bem” 97311-0022, 97358-0040 e 97522-0240. Informações também podem ser repassadas pelos telefones 3839-2044 e 3839-2143 (de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h) e diretamente à Polícia Militar pelo 190.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *