Itabira tem mais cinco mortes por coronavírus

No Boletim Epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) deste domingo (7) foram confirmadas mais cinco mortes atribuídas a complicações do coronavírus. Itabira chega a marca de 86 mortes causadas por complicações da covid-19. Foi a primeira vez que essa quantidade de pacientes internados tem complicações fatais da doença, justamente diante de um colapso da rede municipal de atendimento à covid-19, com 100% de ocupação em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 75% em enfermarias, conforme dados do painel Cidades Saudáveis.

O 82° óbito foi de homem com 57 anos, internado no Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD) a cinco dias. Ele faleceu no sábado (6). O 83° óbito foi de uma mulher com 35 anos, internada no Hospital Municipal Carlos Chagas (HMCC) por dois dias. Ela teve o óbito também dia seis de março. Uma idosa de 70 anos, foi a 84ª morte. Ela estava no Pronto Socorro Municipal de Itabira, e faleceu nesse domingo (7). Uma paciente de 71 anos, em atendimento na ala covid-19 no HMCC desde três de março, faleceu nesse sete de março, sendo a 85ª morte. Todas essas quatro pessoas eram portadores de comorbidades.

HNSD

O quinto paciente esse sem duas ou mais doenças crônicas associadas, foi a 86ª morte por complicações do coronavírus. O idoso de 76 anos ficou internado no HNSD desde 22 de fevereiro, e teve a morte registrada pela SMS, neste domingo (7). Para impedir o colapso ainda maior na rede pública de saúde, começam nessa segunda-feira (8) medidas ainda mais restritivas, com a adesão a faixa roxa do programa Minas Consciente, estabelecido pelo Governo do Estado. Tecnicamente Itabira integra a onda amarela, mas a migração foi consenso nas 18 cidades da macrorregião de saúde, para através das restrições mais rígidas impedir o agravamento da situação.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *