Pacientes vêm sendo transferidos para diferentes regiões do Estado

Com o agravamento da pandemia, pacientes que necessitam de internação vêm sendo transferidos para diferentes regiões do Estado. A medida tem por objetivo restabelecer, com velocidade, a capacidade de assistência médica nas macrorregiões Triângulo do Norte e Noroeste, que, nesta quarta-feira (3), foram colocadas na onda roxa do plano Minas Consciente, faixa criada para contemplar as medidas mais severas de restrição.

Desde o início de fevereiro deste ano, no Triângulo do Norte, 99 pessoas foram transferidas para outras regiões de Saúde. As regiões que receberam pacientes foram Oeste (35), Centro (28), Centro-Sul (14), Sul (10), Norte (5), Triângulo do Sul (5) e Vale do Aço (2). Já na macrorregião Noroeste, 34 pessoas foram transferidas para outras regiões. As localidades que receberam os pacientes foram Oeste (18), Vale do Aço (7), Norte (6), Sul (1), Triângulo do Sul (1) e Triângulo do Norte (1).

“Temos o Triângulo do Norte e Noroeste inseridos na onda roxa porque vemos aumento da incidência de casos e na participação de pacientes Covid na ocupação de leitos de terapia intensiva, aumento na mortalidade na região e também já retardo na capacidade de regulação de leitos da região. Para nós, as medidas adotadas são extremamente importantes para que tenhamos então capacidade de reestabelecer a rede assistencial na região”, afirma o secretário de Estado de Saúde, o médico Carlos Eduardo Amaral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *