Região do Córrego do Meio: moradores pedem asfaltamento e iluminação

Cerca de 80 moradores das regiões do Córrego do Meio, Capão de Cima, Baixada Grande e Posto Agropecuário, se reuniram nesse sábado (27) para mostrar o que vive a comunidade e pedir intervenção do Poder Público Municipal. A comitiva de vereadores e da administração pública foram recepcionados pela presidente da Associação Comunitária local, Aguida Aparecida Martins Zeferino. Um dos assuntos tratados foi o asfaltamento do trecho de acesso. “Foi de grande importância a vinda deles ao local onde almejamos melhorias. Os principais pontos tratados foram: asfaltamento, iluminação pública e horário de ônibus. Foi falado a respeito de uma possível parceria com a Itagracel, para executar o asfaltamento da via principal de acesso,” disse Aguida Martins.

“Hoje, por exemplo, as comunidades de Córrego do Meio, Capão de Cima, Baixada Grande e Posto Agropecuário apresentaram demandas muito justas, que certamente serão analisadas pela gestão municipal. Estamos abertos a essa interação com a comunidade, e é assim que procederemos durante os quatro anos de mandato”, revelou o secretário de Governo, Gabriel Quintão. Segundo a comunidade a necessidade dos moradores não se limita a infraestrutura básica da estrada, mas também a segurança pública. “A Apac (Associação de Proteção e Assistência ao Condenado) está funcionando e se houver fuga ou precisar que a polícia chegue ao local, haverá dificuldades devido ao estado da estrada e a falta de iluminação,” argumentou a líder comunitária.

Sobre transporte coletivo, a queixa se refere a decisão dos condutores quando os veículos não reúnem condições de trafegabilidade para se chegar até a região. “A questão dos ônibus entra nesse mesmo quesito, quando o ônibus não sobe a população fica vulnerável da mesma forma,” explicou Aguida. A presidente disse também que os gestores viram pessoalmente as necessidades, diferentemente de quando os moradores vão a Prefeitura ou a Câmara. As demandas são resultado do acumulado de anos, segundo a líder comunitária. Há grande circulação de veículos de porte, e tratores precisam atuar semanalmente para garantir a trafegabilidade do trecho não pavimentado. Quando chove, o acesso fica totalmente comprometido. Hélio Bicalho da região do Córrego do Meio foi quem intermediou os entendimentos, para realizar o encontro.

No Governo anterior através de ofícios foram realizados pedidos para a implantação de iluminação, mas sem sucesso. “Foi de suma importância, essa reunião para resolver questões a muitos anos pedido em ofícios ao município e nunca atendidos. Estiveram presentes cinco vereadores: Júlio César Araújo “Contador”, Weverton dos Santos Andrade “Vetão”, Bernardo de Souza Rosa, Roberto Fernandes Carlos Araújo “Robertinho” e Júlio Madeira Gomes. Gabriel Quintão foi representando a Prefeitura de Itabira. Tivemos também a presença de Maria das Graças Felipe de Lélis “Dadá” presidente da Interassociação, como também do diretor Rafael dos Santos,” disse Aguida Zeferino. O evento foi em local aberto, com oferta de álcool em gel e uso obrigatório de máscara, além do distanciamento necessário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *