Itabira passa a barreira de 50 mortes. Idosa foi 51ª vítima do coronavírus

Boletim do dia 19, com 50 mortes

O coronavírus em Itabira causou 51 mortes. Conforme a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) a mais recente vítima devido às complicações atribuídas a doença, foi de uma mulher de 91 anos. A idosa tinha comorbidades e estava internada no Hospital Municipal Carlos Chagas (HMCC) por onze dias. O falecimento ocorreu dia 18 de janeiro, mas o comunicado oficial e a adição do caso no Boletim Epidemiológico da SMS aconteceu na noite do dia 20 de janeiro, devido a documentação comprobatória necessária.

Depois de romper a barreira de 50 mortos, a taxa de letalidade em Itabira chega a 0,73% o equivalente a 43 óbitos para cada cem mil habitantes. No Estado são 63 mortes para cada cem mil moradores, e no Brasil são 100 óbitos. Os bairros com mais casos são: Gabiroba, Praia, Centro, Bela Vista, Major Lage de Baixo (Caminho Novo), Campestre, São Pedro, e Pedreira. O percentual de recuperação nessas regiões é de 90%. Até a manhã do dia 21 de janeiro eram 28 internações nas duas unidades hospitalares.

SMS confirma 51ª morte

Até sexta-feira (23) Itabira se mantém na onda amarela do programa Minas Consciente, um dos dados considerados é o de ocupação de leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Atualmente 36 % dos leitos para casos mais graves da doença estão ocupados, e 78% das enfermarias. A projeção do painel Cidades Saudáveis é o surgimento de mais 326 casos positivos do coronavírus, em uma semana. Para se chegar a essa comprovação foi considerada a taxa de isolamento domiciliar atual, de 30% (até dia 18), e de transmissão da covid-19 1,03% (até dia 11).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *