Recuperação judicial em novembro atinge menor número em sete anos

O total de pedidos de recuperação judicial apresentou queda no mês, com relação a 2019 de 54,5%, com maior participação das micro e pequenas empresas. As companhias de porte médio e grande aparecem na sequência. Na análise com outubro de 2020, a queda foi de 47,5%. Esse dados apontam que a recuperação judicial em novembro atinge menor número desde 2013.

O setor de serviços continua acumulando o maior volume de pedidos, seguido por comércio e indústria. Ao contrário do mês anterior, todos os segmentos apresentaram queda na análise anual. De janeiro a novembro deste ano foi registrada queda de 12,8% quando comparadas com as feitas entre os mesmos meses de 2019. Já no comparativo com outubro deste ano, o tombo foi de 47,5% no total de solicitações.

Depois de uma queda recorde, foram feitas solicitações de falências em novembro, uma redução de 24,4% no ano a ano. As micros e pequenas empresas também se destacam nesta análise, sendo os demais distribuídos entre grandes e médias companhias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *