Mesmo com instrução elevada, mulheres são minoria no setor de tecnologia

Todas essas tecnologias, massivamente presentes no dia a dia da sociedade, foram inventadas por mulheres. Porém, apesar do protagonismo histórico, o público feminino ainda não se encaixa na primeira opção de empresas do setor, que possuem o quadro de funcionários majoritariamente preenchido por homens.

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio do IBGE de 2019, só 20% dos profissionais que atuam no mercado de TI (Tecnologia da Informação) são mulheres. Além disso, a pesquisa também revela que as mulheres têm grau de instrução mais elevado do que os homens do setor no Brasil.

Muito além de números, a diferença é sentida por quem atua na área. Para Luana Piva, analista de desenvolvimento do Instituto das Cidades Inteligentes (ICI), questionamentos sobre sua capacidade já foram realidade na carreira.

E esse novo cenário de diversidade também deve ser impulsionado pelo mercado aquecido de TI. De acordo com levantamento da Brasscom, a expectativa é que o setor precise de 70 mil profissionais qualificados a cada ano, em média.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *