Em dois dias de abril, 16 óbitos registrados. Foram 209 vítimas da pandemia

Itabira somou mais 16 mortes provocadas pelo coronavírus nos dois primeiros dias do mês, cinco na quinta-feira (1º), e onze na sexta-feira-santa (2). Desde o início da pandemia, foram 209 pessoas de Itabira que perderam suas vidas. O 199º óbito foi uma idosa de 84 anos. A 200ª vítima fatal da doença, também do sexo feminino, tinha 64 anos. E um idoso de 72 anos, a 201ª morte. Os três faleceram no Pronto Socorro Municipal de Itabira (PSMI) dia 31, aguardando vagas em leitos hospitalares para covid-19.

Foram mais quatro falecimentos no Hospital Municipal Carlos Chagas (HMCC). O 202º óbito, homem de 62 anos, internado por uma semana. Ele teve a confirmação do falecimento na quinta-feira (1º), e tinha duas ou mais doenças crônicas associadas, assim como os demais. A 203ª vítima foi de um homem de 52 anos, atendido no HMCC desde o dia 26 de março. Ele veio a óbito dia primeiro de abril. Uma mulher de 54 foi o 204º óbito. Ela permaneceu em tratamento desde 23 de março, e faleceu uma semana depois.

Uma idosa de 79 anos foi a 205ª vítima fatal. Ela não tinha comorbidades, e recebeu atendimento por quatro dias. Faleceu em primeiro de abril. As demais quatro pessoas em tratamento na ala covid-19, estavam internadas no Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD). O 206º óbito por coronavírus foi de paciente do sexo masculino, apenas 34 anos, desde 25 de março em tratamento, mas evoluiu para óbito quinta-feira (1º). Uma idosa de 80 anos foi a 207ª vítima, depois de 13 dias de internação. Ela faleceu nesta sexta-feira (2).

Elas tinham comorbidades clínicas, assim como as outras duas pacientes: uma mulher de 69 anos, atendida desde o dia 23, falecimento em dois de abril (208ª morte); e um homem de 75 anos (209ª), internado desde 31 de março, que faleceu dois dias depois. Itabira tem apenas um leito clínico disponível, e a capacidade de internação nas Unidades de Terapia Intensiva nas duas unidades hospitalares está acima da capacidade. São quase 1700 pessoas monitoradas em casa, e 17 que foram transferidos para outras cidades do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *