Pandemia se agrava em Itabira: 45 mortes em 21 dias

Desde primeiro de março até dia 21 foram contabilizadas 45 mortes por complicações do coronavírus em Itabira. A doença cresce e todos os leitos reservados para tratamento estão ocupados. Diante do colapso, há pessoas recebendo medicação fora de macas nas unidades hospitalares, e aguardando vagas de terapia intensiva, em leitos semi UTI (Unidades de Terapia Intensiva).

As mais recentes quatro vítimas fatais da enfermidade foram contabilizados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), na noite de domingo (21). São 26 internações de pacientes graves, 11 pessoas em unidades hospitalares de outras cidades, e 55 monitoramentos em leitos clínicos, além de 1445 em casa. Itabira teve 123 mortes causadas pela covid-19.

Os quatro pacientes que perderam a vida dia 20 de março estavam na UTI do Hospital Municipal Carlos Chagas (HMCC). O 120°óbito foi de um homem com 60 anos, com duas ou mais doenças crônicas associadas, depois de mantido internado por menos de 24h. A doença foi agressiva e no dia que começou o tratamento, já evoluiu para óbito.

Um paciente de 46 anos, com comorbidades, foi a 121ª vítima. Ele ficou 13 dias internada. Um idoso de 90 anos, sem enfermidades crônicas, foi o 122°óbito. Ele faleceu depois de três dias em tratamento na ala covid-19. Uma mulher de 35 anos foi a 123ª vítima. Ela tinha duas ou mais doenças crônicas associadas. A paciente permaneceu um dia internada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *